• Caop Saúde Pública

Edição nº 1076 -11 de dezembro de 2019

Edição nº 1076 -11 de dezembro de 2019

CAOP Saúde lança sistema de alertas sobre a dengue

Desde o ano de 2006, o CAOP Saúde e as promotorias de Justiça, com atribuição em saúde pública, atuam em face dos municípios visando à redução dos riscos de transmissão da dengue no Paraná.

O grave quadro epidemiológico que agora se apresenta reflete o descuido de alguns gestores em implantar adequadamente, ao longo dos anos, a Política Nacional de Controle da Dengue, bem como estimular eficazmente a população para a extinção dos criadouros do mosquito Aedes aegypti.

Diante do atual cenário, o CAOP Saúde expediu, em maio do corrente ano, o ofício circular nº 12, concitando os Colegas a intervirem junto aos gestores locais para a tomada de providências. Complementarmente, foram encaminhados mais de 200 ofícios diretamente às promotorias de Justiça.

Não obstante, o último Boletim da Dengue1 revelou que há 257 municípios com notificações da doença no Paraná. De agosto até agora já somam 1.869 pessoas com diagnóstico confirmado. Além disso, o levantamento rápido de índice de infestação apontou que em mais de 70% dos imóveis pesquisados foram encontrados criadouros do mosquito.

Para viabilizar o monitoramento da doença de forma mais ágil, o CAOP Saúde, em conjunto com o Departamento de Tecnologia da Informação (DTI/MPPR), desenvolveu sistema de alerta voltado às promotorias de Justiça, que será lançado nos próximos dias (independente do recesso).

Com base no Boletim editado pela SESA/PR, o aplicativo processará as informações epidemiológicas e disparará, automaticamente, notificações semanais aos promotores de Justiça quando detectada a incidência de casos humanos que indiquem epidemia ou risco de epidemia e/ou o índice de infestação predial que sugerir situação de alerta ou risco de desenvolver surto.

Para subsidiar a atuação dos Colegas, a página do CAOP na internet foi atualizada (clique aqui para consultar), sem prejuízo de que sejam dirigidas consultas especificas considerando as peculiaridades de cada território.

Espera-se, assim, maior integração de nossa instituição ao conjunto de esforços do Poder Público voltados ao enfrentamento da doença e sua prevenção.

___________________

1Disponível no último Boletim da Dengue, de 3 de dezembro (clique para download)

 

Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem