• Caop Saúde Pública

Correio da Saúde - Informe nº 564 - 08/10/2009

SAÚVA


Um dos grandes males que afligem a saúde pública no Brasil, com prejuízo direto aos princípios da integralidade e universalidade, é o subfinanciamento do SUS. É a saúva do sistema, como bem disse Monteiro Lobato.

Não obstante, em alguns casos, ocorre exatamente o contrário. É uma triste ironia. As verbas existem, estão disponíveis para o gestor, mas não são utilizadas, acarretando nítido prejuízo aos serviços e ações a que se destinam.

É justamente o que retrata a notícia "Sobra verba, falta ação", publicada no Correio Braziliense do dia 7/9/09.

Ali há um rol de péssimos exemplos de secretarias municipais e estaduais de saúde que receberam vultosas verbas (R$ 150 milhões no total) do Ministério da Saúde, para aplicação em programas de combate e tratamento da Aids, mas que não foram utilizados.

Num dos casos, é citada a Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul, que utilizou apenas 43% de 12,7 milhões de reais e o Estado do Rio de Janeiro, unidade federativa com 13% dos casos notificados de HIV em 2007 no país, que gastou menos de 50% de toda verba recebida da União para prevenir e combater a Aids.

Para ler a matéria na íntegra, clique aqui.
Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem