• Caop Saúde Pública

Edição 1120 - 1º de abril de 2021

Edição 1120 - 1º de abril de 2021

Covid-19: aplicação de doses das vacinas nos municípios paranaenses.

O Ministério da Saúde desenvolveu demonstrativo para que os órgãos de controle e a sociedade acompanhem a distribuição e aplicação de doses das vacinas disponíveis contra o vírus SARS-COV-2, no âmbito dos estados e municípios.

Nesta edição expomos algumas de suas funcionalidades.

Uma parte da página do MS apresenta dados como: doses distribuídas e aplicadas nas unidades federativas e o quantitativo de pessoas vacinadas com a primeira e segunda doses. Importante destacar que os indicadores são atualizados diariamente pelo Ministério da Saúde1.

Para melhor visualização das figuras, clique para ampliá-las.

A segunda parte do demonstrativo, por sua vez, é composta por um conjunto de dez gráficos e uma tabela.

Os gráficos são interativos e permitem a elaboração de seleções. Por exemplo, pode-se realizar um comparativo de doses distribuídas e aplicadas entre os estados da região Sul ou, ainda, um levantamento entre os municípios de uma mesma comarca, conforme abaixo ilustrado:

 

 

Outra informação de relevância é a administração dos imunizantes consoante grupos prioritários. Como se demonstra na sequência, pode-se aferir em um município (no exemplo Nova Cantu) a soma de doses dispensadas entre os públicos-alvo. Além disso, dentre cada um dos grupos preferenciais dá para visualizar as subcategorias daqueles que já receberam o medicamento.

 

________________________

Serviço:

Assista, clicando aqui, um vídeo demonstrativo do uso da plataforma.

O acesso à ferramenta está disponível nos seguintes endereços:

- Ministério da Saúde:

https://viz.saude.gov.br/extensions/DEMAS_C19Vacina/DEMAS_C19Vacina.html

- Página do CAOP Saúde, na seção destinada à "Vacinação - Planos e documentos de apoio": https://saude.mppr.mp.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1312

 

_______________

1 Nota: Para fins da presente demonstração foram utilizados dados atualizados até 28 de março de 2021.

 

OAB pede ao STF que obrigue a União a comprar vacinas para imunização em massa

A Ordem dos Advogados do Brasil ajuizou ação no Supremo Tribunal Federal para que a União adquira doses de vacinas contra a COVID-19 em "quantidade suficiente e necessária para garantir a imunização em massa da população de forma urgente e no menor prazo possível, destinando recursos federais suficientes para tanto, em atenção ao direito à vida, à saúde e ao principio da eficiência administrativa".

A entidade explicita que as ações do governo federal até então “tem sido descritas por especialistas da saúde e pela mídia, dentro e fora do país, como um dos fatores que contribuíram para a conjuntura calamitosa atual” e que é preciso, a adoção de medidas urgentes e drásticas para a reversão do quadro.

Leia aqui a íntegra da petição.

 
Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem