• Caop Saúde Pública

Para Seu Conhecimento nº 276 - 29 de novembro de 2021

nº 276 - 29 de novembro de 2021

A SESA/PR editou a Resolução nº 1023/2021 que dispõe sobre as medidas de prevenção, monitoramento e controle da COVID-19 nas instituições religiosas de qualquer natureza do Estado do Paraná. 

O ato recomenda, dentre outras medidas:

1) sempre  que  possível,  os  líderes  religiosos  e  a  população realizem seus atos religiosos de forma não presencial;

2) os  espaços  destinados  à  celebração  de  cultos  religiosos  devem  respeitar  as orientações para preservação do afastamento físico entre as pessoas, além de adotar minimamente as seguintes estratégias;

- no  espaço  destinado  ao  público  deve  ser  observada  a  ocupação  máxima  de  100%  (cem por cento);

- preferencialmente devem ser disponibilizadas cadeiras e bancos de uso individualizado  em  quantidade  compatível  com  o  número  máximo  de  participantes  autorizados para o local;

3) antes,  durante  e  depois  da  realização  das  celebrações  religiosas,  devem  ser evitadas  práticas  de aproximação  entre  as pessoas  e  outras  formas  de  contato físico,  como  dar as mãos, beijos, abraços, apertos de mãos, entre outros;

4) devem ser adotadas medidas para evitar qualquer forma de confraternização e agrupamento de pessoas na saída dos templos;

5) todos  os  fiéis,  funcionários  e  colaboradores  devem  usar  máscaras  de  tecido recomendadas  à  população durante  todo o  período  que estiverem  fora de  suas  residências, mantendo seu uso durante as celebrações;

6) cartazes com  orientações a respeito das medidas  de prevenção  e  controle  para  aCOVID-19, bem como das regras para o funcionamento dos templos religiosos devem ser fixados em  pontos  estratégicos  e  visíveis  às  pessoas,  preferencialmente  na  entrada,  banheiros,  entre outros. Também deve haver compartilhamento destas informações por meio eletrônico como redes sociais, WhatsApp, e-mails e outros.

7) cada pessoa que chegar para acompanhar a celebração dos cultos religiosos deve higienizar  as  mãos  com  álcool  70%  (setenta  por  cento)  antes  de  entrar  e  ao  sair.  A  adoção  desta prática deve ser viabilizada pelo templo religioso e ser valorizada, pois pode reduzir significativamente o risco de contaminação.

8) sugere-se  que  idosos  maiores  de  60  anos  e  pessoas  do  grupo  de  risco  como hipertensos,  diabéticos,  gestantes,  e  outros  permaneçam  em  casa  e  acompanhem  as  celebrações por meios de comunicação como rádio, televisão, internet, entre outros recursos. 

 
Recomendar esta página via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem